Memória

Home \ Memória

Como tudo começou
Um grupo de alunos do Colégio Santa Rosa, cursando o segundo ano de Técnico em Contabilidade, reunidos resolvem, no dia 25 de setembro de 1976, formar uma equipe de futebol de campo, denominando-a Estudantek. O nome significa estudantes do técnico em contabilidade. Somente modificando a última letra C por K. Foram os seguintes alunos fundadores: Rui Antônio Berté, Gilmar Lourenço Fachinelli, Sérgio Moschetta, Gerson Roque Zancanaro, Fábio Zandonai, Carlos Alberto Dalmás, Jorge Luiz Zancanaro, Darci L. Perin, Cláudio Misturini e Moacir Dalcin. Este grupo começou jogando aos domingos pela parte da manhã. Os anos foram passando e em 1983 a diretoria liderada pelo Presidente Lírio Foppa, organizou e aprovou os estatutos, já possuindo três quadros de futebol. A parte burocrática estava pronta, o time onde jogava deixava amigos e muita festa. No ano de 1985, a diretoria presidida pelo Lourival Dalmás, organizou e lutou muito, e o esforço deu resultado. Numa mobilização total foi adquirida uma área de terras com um campo de futebol já existente, localizada no bairro Aparecida, chamada pelos torcedores de Caldeirão da Baixada, tendo nome oficial “Estádio David Bampi”, que foi um dos maiores incentivadores pela aquisição.
Realizou-se um Campeonato Municipal de Carlos Barbosa, e, após quase cinco meses jogando, o Estudantek (no 1º ano de sua disputa) obteve o título Municipal. O esforço de todos e a numerosa torcida, prestigiando cada dia mais, levaram a atual diretoria a não medir esforços na luta de colocar um alambrado no campo. O Estudantek se tornou “atração”, e vem buscando o apoio necessário para crescer cada dia mais.

 

Pessoas que deixaram sua marca
Usamos esse espaço para relembrar de quem contribuiu, de alguma forma, para engrandecer o Estudantek. Pessoas que já partiram (in memorian) e que deixaram saudades.

Renato Misturini (vice-presidente), Cláudio Misturini (sócio-fundador), Antenor Baldasso (jogador), Arlindo Abido (“Zica” – torcedor), Andres Právia Ípar (“Titi” – jogador), Edmor Demartini (“Tito” – torcedor), Doralice Dalmás (“Dora” – Secretária), Pedro Pedruzzi (jogador), Milton Rossi (jogador), Alexandre Zilio (jogador), Paulo Roberto Zarpelon (jogador), Elci Pontin (torcedora), Antônio Carlotto (sócio-fundador), Ansélio Francisco Pontin (sócio), Loris Reali (sócio), Olavo Guerra (sócio), Edite Borsoi (torcedora), Valdir Baldasso (sócio patrimonial e jogador)